(Im) Perdoável .


A mim, o que mais doera, aqui dentro 
foi não saber se seria certo ou errado.
Meu coração me dizia para perdoar,
e minha razão, me fazia por os pés no chão. 

Lá vêm, mais um pobre coração em sangue,
pela curva de uma lágrima, morta e enterrada. 
Tal qual punhal atravessando, nem o veneno mais forte
me fizera tão pequena, e tão perdida.

Ai, palavra, ai palavra, sua força entre nós
muda todo meu eixo, me leva para fora do meu eu.
Como perdoar o imperdoável?
Perdão podíeis ter sido?
Eis uma mulher com medo do meu próprio eu. 

Mas, arrancarei a tristeza, e darei espaço a compaixão
não por voce, mas sim por mim,
não pela raiva, mas, pelas lembranças.
Seja como for, farei o certo depois do errado.
Peguei a pólvora da dor, que me dera,
transformei-a em uma doce melodia com aroma de vinho.

11 Comentários

  1. Que blog fofo linda, amei aqui e já estou seguindo ok? Se puder retribuir eu ficarei muito feliz... Se quiser...!

    japassoudotempo.blogspot.com

    Bruna, Beijos

    ResponderExcluir
  2. Amei o poema, faça isso, arranque a tristeza, e dê espaço a compaixão!

    ResponderExcluir
  3. Perdoar nem sempre é uma tarefa fácil, mas é sempre plausível. É só a gente querer.

    Beijão, Sabrina. (www.spiderwebs.com.br) ♥

    ResponderExcluir
  4. Pâm, minha amiga, quando decidimos abandonar as tristezas, as mágoas passadas acabamos abrindo caminhos para que o coração tão sofrido, possa respirar o ar puro da felicidade.

    Este poema pareceu tanto comigo.

    Beijos, tenha um abençoado final de semana.

    ResponderExcluir
  5. Indiquei seu Blog a um Meme. Depois passa lá no Blog e veja como é.
    O legal é que só precisa indicar um Blog, rs.

    beijos.

    ResponderExcluir
  6. Ah Pâm quando chego aqui e vejo uma lindeza dessa, me encho que orgulho por receber elogios seus.

    Lindo! A falta de perdão não faz mal algum ao ofensor, não o impede de seguir em frente ferindo outras pessoas. A magoa só é prisão pra quem sente e não para quem nos magoou. Perdoamos por nós mesmos, para não perder a leveza da vida.

    Beijos
    Camila Gomes

    ResponderExcluir